Projetos

Pesquisa de observação de práticas pedagógicas em sala de aula

dezembro de 2015 - janeiro de 2017

A educação brasileira deixa muito a desejar, como se pode constatar pelos resultados de avaliações internacionais (como o PISA) e nacionais (como as do SAEB e Prova Brasil). Em particular, o Estado do Rio de Janeiro até recentemente apresentava alguns dos piores resultados do país.

Embora tenha melhorado sua avaliação de modo significativo nos últimos anos, graças às novas práticas de gestão da rede escolar introduzidas pela Secretaria de Estado de Educação, tais melhoras não foram o suficiente para colocar a educação do estado em um nível de qualidade desejável. A fim de gerar essa mudança, a SEEDUC/RJ compreende a necessidade de elaborar um diagnóstico prévio que permita entender melhor a dinâmica entre professores e alunos. Para tanto, investe na realização de uma pesquisa de observação de práticas pedagógicas em sala de aula, segundo a metodologia Stallings.

O “método Stallings de observação”, desenvolvido nos anos 70, tem como propósito identificar como se dá a distribuição do tempo disponível para atividades acadêmicas entre alunos e professores em escolas de educação básica. Em outras palavras, tal método permite a observação sistemática da atividade dos professores em sala de aula e seu relacionamento com os estudantes, além das práticas pedagógicas adotadas e o uso de material de apoio.

Pesquisas como esta vêm sendo aplicadas em diversos países da América Latina, levantando informações de grande valor para os formuladores de políticas públicas de educação. Com base no sucesso verificado em outros estados e países, a SEEDUC/RJ tomou a iniciativa de realizar, em novembro de 2012, uma rodada piloto de observações na rede estadual do Rio de Janeiro, com o apoio do Banco Mundial.

Como principal resultado dessa iniciativa, a SEEDUC busca agora o mapeamento da dinâmica pedagógica nas escolas da rede estadual, analisando o uso do tempo em diferentes práticas pedagógicas e sua correlação com outros indicadores relevantes de desempenho educacional. Espera-se, dessa maneira, identificar “boas práticas” no uso do tempo e no emprego de materiais em sala de aula.

Com base nos produtos finais da pesquisa de observação em sala de aula, será possível para a SEEDUC/RJ retornar o conhecimento gerado à rede estadual, por meio de devolutivas com resultados da pesquisa e programas de capacitação de professores e outros profissionais de perfil pedagógico da rede.